Filmes e Séries

3 Filmes para Assistir no Feriado

YAAAAY! Mais um feriadinho chegando #2017MelhorAno!

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer no feriado é relaxar. Sabe não fazer nada? Não ter hora pra acordar, não ter compromisso, não ter nenhuma obrigação? Então, esse é o sonho do meu feriado perfeito!

E feriado combina com o quê? FILMES! Sim, ainda mais no outono, né? Friozinho é sempre bem vindo. Por isso, eu separei 3 filmes muito legais que eu assisti ultimamente, todos estão no Netflix pra ficar fácil de vocês acharem.

The 9th Life of Louis Drax

O primeiro é o A Nona vida de Louis Drax (não faço ideia se esse é o nome em português, porque, né? Tem umas adaptações de títulos que ninguem nunca entende, mas fiz uma tradução bem livre, rs). O filme conta a história do Louis, um garotinho de 9 anos que tem uma propensão assustadora a sofrer acidentes. Em todos os seus anos de vida, ele sofreu algum acidente, de várias intensidades. Porém o ultimo acidente é, com certeza, o mais grave. Ele fica em coma e aos cuidados do médico, que começa a desconfiar dessa má sorte. Com a ajuda do psicologo do Louis, ele vai reconstruindo toda a vida dele e o que ele descobre é chocante!

O filme é muito legal, te prende do começo ao fim e mostra a relação dele com os pais, uma relação de dependência e cuidado total. Tem o trailer aqui.

Little Boxes

O próximo é o Little Boxes, que conta a história de um casal inter-racial que se muda de Nova York para Washington. O filme parece ser de comédia no começo mas logo fica mais denso e começa a tratar de problemas sociais e de como isso afeta a vida de algumas pessoas da cidade.

Como se não bastasse isso, a vida de cada um, individualmente, vai ficando conturbada e cheia de mini problemas. O pai, um escritor que precisa cumprir um prazo importante, se sente solitário, a mãe, uma professora de arte se envolve com outras pessoas e começa a seguir um rumo não tão legal e o filho, adolescente, conhece duas meninas que tem uma visão diferente sobre as diferenças.

O filme é muito legal, mostra como é a vida em família e também como o racismo pode aparecer de formas sutis no dia a dia. Tem trailer aqui.

Pink

E por último, um dos meus favoritos: Pink. Ele é um filme indiano mas que retrata os problemas das mulheres do mundo todo. Uma crítica severa ao machismo e uma narrativa fluída e muito envolvente. Conta a história de três amigas que moram sozinhas e que gostam de sair e dançar. Numa dessas noites, elas conhecem outros três rapazes que, por elas estarem sozinhas, bebendo e alegres, logo imaginam que elas são fáceis. Nesse encontro, logo fica claro que uma delas não está afim de ficar com um dos rapazes e acaba tendo que se defender de um assédio físico. A história é tão louca e, ao mesmo tempo, tão real, que não tem como não se envolver e torcer para que tudo dê certo para elas.

Obviamente, numa sociedade machisma, elas são taxadas, ameaçadas e quase despejadas. Vale muito a pena ver. Tem trailer aqui.

Agora bóra aproveitar esse feriadinho e colocar os filmes, series e livros em dia? Depois me contem qual foi o preferido de vocês :)

Filmes e Séries

Série: Merlí

Não tem jeito, série é uma coisa que vicia, né?

E mal uma acaba, a gente já se desespera querendo encontrar uma outra que vá preencher aquele vazio no nosso coração. Eu sou exatamente assim, termino uma e já vou buscando a próxima pra não ficar sem ver nenhuma.

E foi assim que eu descobri Merlí no catálogo do Netflix.

A série me chamou atenção por dois motivos:

  • Ela se passa no ambiente escolar e eu ADORO séries de colégio (já vi Gossip Girls, Faking it, Awkard, Popular…e a lista só aumenta). É nessa idade que a maioria dos conflitos aparecem, tanto os conflitos externos quando os internos e por isso, essas séries sempre tem alguns temas tabus para quebrar preconceitos e fazer as pessoas pensarem de outra maneira.
  • Apesar de se passar em um colégio, a história gira em torno da vida do professor e não exclusivamente dos alunos.

A série conta a história do professor de filosofia desempregado e sem muitos planos para o futuro, Merlí. Separado da esposa, ele vive tentando se aproximar do filho Bruno. Até que, por conta de uma viagem da ex-mulher, Bruno precisa passar uns dias com ele e começa a conhecer uma face do pai que não sabia que existia. Até ai, tudo bem! Meio drama adolescente: meu pai não me entende, eu te odeio *portas batendo*…

Mas eis que Merlí recebe uma proposta para fazer o que mais ama: Ensinar filosofia para adolescentes na escola do Bruno, para a turma do Bruno. Ele acha a oportunidade incrível para se aproximar mais do filho, mas Bruno não curte muito ter o pai sempre por perto. Ainda mais porque seu pai o conhece muito mais do que ele gostaria.

Sem contar que a personalidade do Merlí é maravilhosa! Ele é super inteligente, argumentador, sarcástico, persuasivo… <3

No total, a série terá 39 capítulos e já foram exibidos 26 (no Netflix só a 1ª Temporada está disponível) e cada capitulo recebe o nome de um filósofo que tem a ver com a história contada nele. Ah, e em cada capítulo é, literalmente, dada uma aula sobre cada um deles! <3

Resumindo: CADE A SEGUNDA TEMPORADA????

Filmes e Séries

Resenha: A Lenda de Tarzan (Filme)

Tarzan é um personagem concebido pelo escritor Edgar Rice Burroughs, e desde a minha infância sempre fui apaixonada por ele. Intrigava-me muito imaginar como alguém poderia ter sido criado por gorilas!

a-lenda-de-tarzan_1

Quando o desenho da Disney saiu, meu amor pelo personagem cresceu ainda mais. A história já foi recriada nos cinemas em diversas versões, mas confesso que A Lenda de Tarzan arrebatou meu coração e, com certeza, se tornou a minha versão preferida!

a-lenda-de-tarzan_2

A história começa mostrando um Tarzan pós-selva, ele agora é o respeitável John Clayton III, casado com a belíssima Jane. Somos apresentados à sua vida na civilização, e fica claro que apesar de estar inserido, John/Tarzan ainda mostra traços de suas origens. Não estava nos planos do personagem retornar a selva, mas ele descobre que seu antigo lar, o Congo, está sendo explorado e se transformou em um campo de escravos comandado pelo ganancioso Leon Rom. Perante isso, Tarzan decide voltar juntamente com Jane e George Washington Williams (Samuel L. Jackson), um ex-combatente que se arrepende do mal que causou durante a guerra civil e pretende se redimir.

a-lenda-de-tarzan_4

Em dado momento, Tarzan precisa salvar não apenas o Congo, mas também sua amada Jane. A aventura se torna o foco principal e as cenas são incrivelmente lindas e de saltar aos olhos. Mesmo após oito anos fora da selva, é como se ele nunca tivesse saído de lá – para alguns isso foi algo negativo, mas para mim não. Samuel L. Jackson é o alivio cômico da trama, amei a forma como seu personagem foi apresentada e inserida no contexto da trama. Alexander Skarsgård encarnou realmente o Tarzan, achei sua atuação forte e carregada de sentimentos, não de forma excessiva, mas aquele sofrimento interno de quem passou por muitas coisas na vida. Margot Robbie não cansa de ser linda, e está maravilhosa como a corajosa Jane, uma mocinha que não é assim tão indefesa.

a-lenda-de-tarzan_3

Os efeitos especiais estão sensacionais, os animais são reais e suas expressões assustadoras. Minha única ressalva foi em uma das cenas finais, onde ficou muito claro o uso do CGI (explicação do que é CGI aqui), mas nada que desmereça a beleza do filme. Outra coisa que me cativou muito foram os flashbacks do passado de Tarzan, diluídos no decorrer do filme – quando ele é adotado pelos gorilas, seu crescimento e o primeiro encontro com Jane. Achei tudo muito bem bolado e amarrado!

A Lenda de Tarzan foi um filme memorável para mim, mas sei que muitos não gostaram. Apesar de ter sim alguns clichês e inconstâncias, sai do cinema maravilhada e querendo retornar na sessão seguinte.

Olhem só o trailler:

Recomendo com toda a certeza, e espero que gostem tanto quanto eu!

Página 1 de 1712345